sábado, 24 de janeiro de 2015

UFRN realiza concurso público


(Técnico-Administrativo)

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), por meio da Comissão Permanente de Concursos (Comperve) e da coordenação  da Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (PROGESP), lançou na última terça-feira, 22, edital para o concurso público de provas para Provimento de Cargo Técnico-Administrativo em Educação para compor seu quadro permanente. As inscrições poderão ser realizadas  a partir das 8h do dia 2 de fevereiro e vão até às 23h59 de 23 de fevereiro, no site da Comperve.


Para participar do concurso os candidatos devem preencher o formulário de inscrição, selecionar o cargo que pretendem concorrer, enviar de maneira eletrônica foto no tamanho 3x4 em arquivo de formato “jpeg”, pagar a taxa de inscrição por meio da Guia de Recolhimento da União (GRU), até o dia 24 de fevereiro.

As taxas das inscrições variam de acordo com o níveis de classificação do cargo escolhido. Os  valores são: R$40, R$ 60 e R$ 80 para as classificações C,D e E, respectivamente. Os candidatos podem solicitar isenção da taxa, no período  que vai de 2 a 11 de fevereiro, desde que se enquadrem no perfil descrito no edital. O resultado das solicitações de isenção será divulgado no dia 20 de fevereiro.

A aplicação das provas ocorre no dia 22 de março. Estão disponíveis para acesso, por meio do link: http://www.comperve.ufrn.br/conteudo/concursos/ufrn_201417/calendario.php, os programas de conteúdos para cada área.

Outras informações podem ser conferidas no edital, pelo link: http://www.comperve.ufrn.br/conteudo/concursos/ufrn_201417/edital.php, ou em contato com a COMPERVE, no endereço: Campus Universitário S/N, Lagoa Nova - CEP: 59078-900 Natal - RN - Brasil, pelos telefones: (84) 3211 9203 /  (84) 3211 9202 e/ou pelo e-mail: comperve@comperve.ufrn.br.

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Adesão ao Simples Nacional vai até 30 de janeiro

 Tributação

As micro e pequenas empresas têm até o dia 30 deste mês para aderir ao Simples Nacional, forma de tributação destinada às pessoas jurídicas com faturamento de até R$ 3,6 milhões ao ano. O prazo é válido para as empresas já em atividade, enquanto as que estão em início têm 30 dias para solicitar a adesão a partir do último deferimento de inscrição, municipal ou estadual, desde que não haja excedido 180 dias da data de abertura do Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ).

“Após os prazos citados, a opção pelo Simples só será possível em janeiro do ano-calendário seguinte”, esclarece Karina Dias, diretora e sócia da Rui Cadete Consultores. A contadora lembra que as mudanças nas regras de adesão em 2014 estenderam o benefício para 142 atividades, entre elas Medicina, Advocacia, Arquitetura, Corretagem, Jornalismo, Psicologia, entre outras. No entanto, existem alguns empreendedores que não conseguem reduzir os encargos tributários por meio do Simples e acabam tendo mais despesas. “Para que isso não aconteça, é preciso procurar auxílio do contador e realizar uma análise tributária detalhada”, aconselha Karina.

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

Morre Anna Maria Cascudo Barreto

Morreu, na tarde de hoje (15), a historiadora e procuradora aposentada Anna Maria Cascudo Barreto, filha do folclorista potiguar Luís da Câmara Cascudo. Ela estava internada no hospital São Lucas devido a um tumor no esôfago e faleceu por volta das 16h.

Rodrigo SenaAnna Maria Cascudo publicou livro sobre o avô paterno e maternoAnna Maria Cascudo publicou livro sobre o avô paterno e materno

Fundadora da Academia Feminina de Letras e dona de cadeira na Academia Norte-Riograndense de Letras, Anna Maria Cascudo escrevia desde os 13 anos para uma coluna no extinto jornal "A República". Doutora em Leis pela Sociedade Brasileira de Criminologia, ela foi a primeira mulher a atuar no júri em Natal. Filha de Luís da Câmara Cascudo e Dahlia Freire Cascudo, Anna Maria Cascudo nasceu em 13 de outubro de 1936. 

Anna Maria Cascudo estava internada há aproximadamente um mês no hospital São Lucas, em Natal, onde fazia tratamento contra um tumor no esôfago. Hoje, no entanto, ela teve quadro de insuficiência respiratória. Anna era viúva, deixou três filhos e três netos.

A família ainda não definiu horário e local para velório e sepultamento. 

Prefeito de Mossoró eleito presidente da Femurn

O prefeito de Mossoró, Francisco José Silveira Júnior (PSD), é o novo presidente da Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte (Femurn). Ele foi eleito em votação que ocorreu na manhã desta quinta-feira (15), no hotel Praiamar, em Ponta Negra, zona sul de Natal.

"Quero agradecer aos 77 colegas que acreditaram em nosso projeto e aos 145 que compareceram à eleição, num ato democrático em favor da Federação. Teremos dois anos para iniciar as mudanças que nos propomos durante a campanha e começamos a trabalhar hoje. A luta pelo municipalismo é prioridade de todos que fazem essa nova diretoria, em nome dos municípios e da população", disse Francisco.
DivulgaçãoFrancisco José Júnior assumiu comando da Femurn e passará pelo menos dois anos no comando da instituiçãoFrancisco José Júnior assumiu comando da Femurn e passará pelo menos dois anos no comando da instituição

Desde 2009 no cargo, o prefeito de Lajes, Benes Leocádio, deixa o posto após receber menos votos do que Francisco José Júnior. O agora ex-presidente recebeu 67 votos, contra 77 do prefeito de Mossoró. Um dos 145 prefeitos que foram à eleição votou nulo.

Francisco José Júnior e o seu vice, o prefeito de Assu, Ivan Júnior, foram eleitos para mandato de dois anos, podendo disputar a reeleição.

terça-feira, 13 de janeiro de 2015

Ministério da Educação divulga notas nesta terça

Enem

O Ministério da Educação disponibiliza para consultas as notas do ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio), ano 2014, nesta terça-feira (13).
O resultado do ENEM é utilizado como critério para a entradas na universidade pública da rede federal através do Sistema de Seleção Unificada (SiSU). Para acessar o resultado, o estudante precisará do número de inscrição ou CPF e da senha criada na hora da inscrição.

A quantidade de vagas que a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) oferece neste ano pelo Sistema de Seleção Unificada (SISU) pode ser acessada a partir desta segunda-feira (12). As vagas estão divididas por curso e por cidades no endereço eletrônico do portal do SiSU. As inscrições iniciam na próxima segunda-feira, 19, e se estendem até as 22h59 do dia 22, através do site sisu.mec.gov.br.

As vagas para ingresso na UFRN serão oferecidas em sua totalidade na 1º edição anual do SiSU, ficando a oferta de vagas na 2º edição restrita a cursos esporádicos ou situações excepcionais. Além disso, haverá a unificação da nota mínima de ingresso, fixada em 450 pontos, independente da área do curso.

sábado, 10 de janeiro de 2015

Iinscrições abertas para mais de 1700 vagas no IFRN

Destaque são o curso de Jogos Digitais, ofertado pela primeira vez pela Instituição, e as primeiras vagas para os novos campi de Parelhas e Lajes. Há vagas para cursos técnicos integrados, subsequentes e ProEJA.

    

Têm início nesta segunda-feira (12) as inscrições para mais de 1700 vagas em cursos técnicos do IFRN. Os processos seletivos, regidos pelos editais 29, 30 e 31 de 2014, ofertam vagas complementares ao Técnico Integrado, Técnico Subsequente e ProEJA.
Os interessados em qualquer um dos cursos deverão se inscrever através do portal do candidato (http://processoseletivo.ifrn.edu.br, a partir das 14h desta segunda até o dia 26 de janeiro de 2015. É necessário fazer um cadastro no site antes de realizar a inscrição. Quem já possui cadastro precisa acessá-lo com a mesma senha cadastrada anteriormente e logo depois se inscrever.
São oferecidas 1.144 vagas para cursos Técnicos Subsequentes na modalidade presencial, direcionados para estudantes portadores de certificado de conclusão do ensino médio ou de curso equivalente. Estão disponibilizadas vagas para os cursos: Agropecuária; Eventos; Manutenção e Suporte em Informática; Meio Ambiente; Edificações; Informática; Eletrotécnica; Mecânica; Geologia; Mineração; Segurança do Trabalho; Estradas; Petróleo e Gás; Guia de Turismo; Administração; Química; Rede de Computadores e Mecatrônica. Os cursos estão distribuídos em 11 campi do IFRN.    
O mesmo edital oferece vagas para cursos Técnicos Subsequente na modalidade à Distância. São 160 vagas para os cursos Segurança do Trabalho (nos Campi Macau, Mossoró e Santa Cruz) e Informática para Internet (Campi Macau).
As vagas são direcionadas aos alunos que concluíram o ensino fundamental e que tenham, até o último dia de matrícula do processo seletivo, 18 anos completos ou mais. São 120 vagas distribuídas nos cursos: Agroecologia (Campus Ipanguaçu); Comércio (Campus Natal-Zona Norte) e Manutenção e Suporte em Informática (Campus Santa Cruz).

O Edital oferta 280 vagas extras ao Edital 23/2014, cujo processo seletivo já está em andamento. São ofertadas vagas para os cursos técnicos integrados dos campi Ceará-Mirim, Canguaretama, Parelhas e Lajes. No caso dos dois últimos, ainda não foram inaugurados e é a primeira vez que ofertam vagas. Dentre os cursos com vagas abertas encontramos: Eletromecânica; Informática; Administração e Mineração. A grande novidade é o curso de Jogos Digitais, ofertado pela primeira vez pela Instituição, para o Campus Ceará-Mirim.

quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

Piso salarial do magistério terá aumento de 13,01%

(Professores)

O Ministério da Educação (MEC) informou nesta terça-feira (6) que o piso salarial do magistério terá aumento de 13,01%. Com o reajuste, o salário inicial passará para R$ 1.917,78 a partir deste mês. O cálculo está previsto na Lei do Piso (Lei 11.738/2008), que vincula o aumento ao percentual de crescimento do valor anual mínimo por aluno, referente aos anos iniciais do ensino fundamental urbano.


O novo montante é relativo ao salário inicial dos professores de escola pública, com formação de nível médio e jornada de trabalho de 40 horas semanais.

Segundo o MEC, nos últimos dias, o ministro da Educação, Cid Gomes, reuniu-se com representantes do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) e da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE).

De acordo com a lei, a correção do piso reflete a variação ocorrida no valor anual mínimo por aluno, definido nacionalmente pelo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

O piso salarial subiu de R$ 950, em 2009, para R$ 1.024,67, em 2010, e R$ 1.187,14, em 2011, conforme números incluídos no site do MEC. Em 2012, o valor vigente era R$ 1.451. Em 2013, o piso passou para R$ 1.567 e em 2014 foi reajustado para R$ 1.697. O maior reajuste foi registrado em 2012, com 22,22%.

Para Roberto Leão, presidente da CNTE, o reajuste cumpre a lei, embora ainda não seja o "que consideramos melhor para os trabalhadores". Segundo ele, a Lei do Piso é "importantíssima para o cumprimento do PNE [Plano Nacional de Educação]". Uma das metas previstas no plano estabelece prazo de seis anos para equiparação do salário dos professores ao dos demais profissionais com escolaridade equivalente. Conforme Leão, o rendimento médio dos docentes representa aproximadamente 60% dos salários médios dos demais profissionais.

Para a Confederação Nacional de Municípios (CNM), o aumento, que tem sido praticado acima da inflação, representará custo maior com a folha e menos investimentos em reformas e infraestrutura das escolas, além de outros itens fundamentais à qualidade do ensino.

"Com certeza, teremos municípios e estados com dificuldade", disse Cleuza Repulho, presidenta da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime). "Precisaremos da regulmentação dos royalties do petróleo e do PNE em funcionamento para garantir novos recusos. A arrecadação dos estados e municípios foi menor que a esperada", acrescentou.

Segundo Cleuza, a entidade voltará a se reunir com o ministro até o fim do mês para cobrar maior participação da União nos gastos dos entes federativos com educação. Também pedirá a retomada do grupo de trabalho para revisão do reajuste do piso.

A proposta da entidade é que o reajuste leve em consideração a variação do Fundeb e o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), estabelecendo novos salários intermediários às duas variações. "Entendemos que não é o que o professor precisa ganhar, mas agora não tem como ser um valor superior à inflação", concluiu Cleuza.